Artigo

Avaliação da eficácia das escovas convencionais e multifilamentadas: Um estudo randomizado cego controlado

Objetivo: comparar o efeito de escovas multifilamentadas com as escovas dentais convencionais, na formação do biofilme dental bacteriano na área dentogengival, em indivíduos saudáveis. Material e métodos: para a realização deste estudo de delineamento prospectivo, cruzado, cego e randomizado, foram selecionados 16 voluntários periodontalmente saudáveis, os quais inicialmente foram submetidos a uma adequação bucal. Após sete dias de adequação, os indivíduos foram aleatoriamente divididos em quatro grupos: A) escova multifilamentos nacional (Sanifill Infinite); B) escova multifilamentos importada (Curaprox); C) escova convencional 1 (Bitufo Class macia); e D) escova convencional 2 (Oral B Indicator ), utilizando o mesmo dentifrício para os quatro grupos. Os voluntários foram instruídos a usarem somente o método de higiene referente ao grupo a que foram designados, por um período de 14 dias, com intervalos (washout) de sete dias entre os períodos experimentais. Durante o washout, todos os indivíduos fizeram uso de escovas, dentifrícios e fio dental padronizados. Os seguintes parâmetros clínicos foram avaliados nos tempos 0 e 14 dias: índice de placa visível e corada (IPV e IPC) e índice de sangramento gengival (ISG). Resultados: após análise dos dados, não foram observadas diferenças estatísticas (p > 0,05), nem intragrupo e nem intergrupo, para todos os parâmetros analisados. Conclusão: escovas convencionais e multifilamentadas foram igualmente eficazes no controle do biofilme dental bacteriano, na área dentogengival.

Autores: Laura Mazzola Mendes, Letícia Kovac, Marcelo Henrique Napimoga e Daiane C. Peruzzo
Revista: Revista ImplantNewsPerio 2017 | v2n5

Publicidade

Bioactive