Artigo

Cirurgia de segundo estágio em implantes na maxila com deficiência de tecido queratinizado: uma nova abordagem com a técnica de reposição apical com retalho palatino

O aspecto natural e a estética da interface dos tecidos moles e restaurações peri-implantares requerem uma faixa adequada de tecido queratinizado. A ausência desta representa um obstáculo à higiene bucal. O objetivo deste artigo foi descrever uma nova abordagem para o segundo estágio cirúrgico para implantes adjacentes na região posterior da maxila, visando aumentar a quantidade e a qualidade do tecido queratinizado em áreas onde este se encontra reduzido ou inexistente. A técnica de reposição apical com retalho palatino (Rarp) foi realizada e descrita em detalhes, através de um relato de caso clínico.

Autores: Ricardo Louro Gustavo Boehmer Leite, Daniel Cury, Cristiano Veit D’Incao e Maria Isabel B. Valente
Revista: Revista ImplantNewsPerio 2017 | v2n6